25 de jul de 2012

Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 09:57 | 1 comment

Perda de peso pode eliminar sintomas da menopausa

De acordo com uma nova pesquisa, publicada na edição deste mês do periódico Menopause, a perda de peso provocada por uma dieta com baixo teor de gordura e rica em frutas e vegetais reduz ou até elimina as ondas de calor e os suores noturnos, que são comuns na menopausa.
O estudo foi financiado pela Kaiser Permanente, uma instituição de pesquisas em saúde que pertence a uma organização sem fins lucrativos e que tem unidades em Atlanta, Portland e Honolulu, todas cidades dos Estados Unidos. Segundo os autores, embora outros trabalhos tenham mostrado que o ganho de peso está associado aos sintomas da menopausa, essa é a primeira vez em que o emagrecimento atrelado a uma determinada dieta é relacionado à melhora desses problemas.
Ao todo, participaram do levantamento 17.473 mulheres de 50 a 79 anos que já haviam passado pela menopausa. Após acompanharem as participantes por cinco anos, os autores descobriram que aquelas que emagreceram ao menos 4,5 quilos no período do estudo — e que também não faziam terapia hormonal e comiam menos gorduras e mais cereais integrais, frutas e vegetais — apresentaram mais chances de reduzirem ou eliminarem os sintomas da menopausa do que as mulheres que mantiveram o peso.
Segundo Candyce Kroenke, que coordenou o estudo, as mulheres tendem a ganhar mais peso com a idade, e a prevenção desse aumento do peso pode ser usada como estratégia viável para amenizar os suores noturnos e as ondas de calor. Ela explica que quanto mais o corpo acumula gordura, maior é o isolamento de sua temperatura, e que esses sintomas são uma maneira de o corpo dissipar o calor.

Fonte: Revista Veja
Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 09:21 | 1 comment

QUIABO

Presente na alimentação de muitos brasileiros, principalmente na dos baianos e mineiros, e, apreciado na culinária de várias culturas do mundo, o quiabo é consumido de variadas maneiras, tais como crus em saladas, refogados, cozidos, assados, grelhados e como ingrediente de diversas receitas. Desprezado por algumas pessoas por conter uma gomosidade característica o quiabo chama atenção em outro quesito, nutrição. Seu perfil nutricional é bem chamativo, e apesar da textura grudenta, que pode ser facilmente removida de acordo com a forma de preparo, o quiabo fornece vários nutrientes importantíssimos à saúde. Ele é rico em vitamina A, C e as do complexo B e possui ainda em sua composição minerais como o cálcio, fibras e proteínas. Entretanto a vitamina C é perdida durante o cozimento.
 Por fornecer poucas calorias (100 gramas contém cerca de 30 kcal) o quiabo pode estar contido em dietas de restrições calóricas e com a vantagemde ser um alimento de fácil digestão.Podendo ser  indicado como tratamento de várias enfermidades como diarréia, disenteria, inflamações e irritação dos rins e intestino.

Dicas:
Para conservar os quiabos por mais tempo após serem comprados, recomenda-se guardá-los em sacos plásticos e colocá-los na parte inferior da geladeira. Assim, o quiabo pode ser consumido em até uma semana. É importante ao prepará-lo, lavá-lo , para eliminar sujeiras e possíveis parasitas impregnados em sua casca. Para as pessoas que desejam remover a sua baba característica, uma dica é fritar os quiabos e pingar algumas gotinhas de limão.


Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 08:55 | No comments

USP cria índice brasileiro para medir a obesidade

O que a USP propõe é a criação de um novo IMC (índice de massa corporal). Ele pode ser o primeiro IMC brasileiro --não há registro de cálculos semelhantes no país, de acordo com a Abeso, que estuda a obesidade.
Conhecido mundialmente, o IMC é uma medida antiga, do século 19. Trata-se de um cálculo rápido para saber se alguém está muito acima ou muito abaixo do peso ideal.
Divide-se o peso da pessoa pelo quadrado da sua altura. O peso é considerado ideal quando o IMC está entre 20 e 25. Acima de 25 passa a ser sobrepeso. Mais do que 30 é considerado obesidade.
Para chegar ao resultado, além de saber o peso e a altura da pessoa, o estudo de Ribeirão recorre a um aparelho, o de impedância bioelétrica.
Ele é parecido com uma balança doméstica, mas com fios que se ligam a dois bastões. Sobre essa espécie de balança, a pessoa segura por 30 segundos as hastes.
É o detalhe de calcular a gordura do corpo o diferencial do estudo da USP.
Pelo IMC tradicional, um indivíduo com 1,70 m e 72 kg estaria com peso dentro do esperado (IMC 24,9).
Já no IMC "brasileiro", se o aparelho constatasse que a mesma pessoa tem 32% de quantidade de gordura em seu corpo, o índice seria de 2,02, o que já a classificaria com risco de obesidade.
PÚBLICO-ALVO
São os que parecem normais pelo IMC tradicional, as pessoas com índices de 20 a 25, o alvo da pesquisa.
Pesquisadores de outros países há anos buscam formas de aprimorar o IMC. Usam, por exemplo, a circunferência da cintura, do pescoço e do quadril.
Para projetar a fórmula do IMC brasileiro, o estudo avaliou 501 estudantes da USP. O próximo passo da pesquisa, orientada pelo docente Alceu Jordão Junior, é ampliar o número e a diversidade do grupo para se aproximar de uma amostra do povo brasileiro.

Fonte: Folha de S.Paulo

10 de jul de 2012

Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 18:20 | No comments

Anvisa suspende venda e uso de suplemento alimentar com estimulante proibido

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta terça-feira (10) a distribuição, a divulgação, o comércio e o uso do suplemento alimentar Oxielite Pro. A medida é válida em todo país.
De acordo com o órgão, o produto, fabricado por empresa desconhecida, possui a substância dimethylamylamine (DMAA) na composição, um estimulante que ajuda a emagrecer e aumenta o rendimento atlético.
O DMAA foi incluído na lista de substâncias proscritas no Brasil, o que impede a importação de suplementos alimentares que contenham a substância, mesmo que por pessoa física e para consumo pessoal. Além do Oxielite Pro, o DMAA é encontrado na composição de suplementos alimentares como Jack3D e Lipo6 Black.
Alguns desses produtos contêm ingredientes que não são seguros para o uso em alimentos, como estimulantes e hormônios, segundo a agência reguladora. Os suplementos alimentares também podem conter substâncias com propriedades terapêuticas, que não podem ser consumidas sem acompanhamento médico.
O comunicado destaca ainda que o forte apelo publicitário e a expectativa de resultados rápidos contribuem para o uso indiscriminado dos suplementos alimentares por pessoas que desconhecem os riscos envolvidos no consumo.
O Brasil, alimentos apresentados em formatos farmacêuticos, como cápsulas e tabletes, só podem ser vendidos depois de avaliados e com registro na Anvisa.

Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 18:06 | No comments

Macarrão integral ao brócolis



Ingredientes

½ pacote (250g) de macarrão integral

1 e ½ colheres (sopa) de azeite de oliva

2 e ½ dentes de alho em lâminas finas

1 prato (sobremesa) de brócolis pré-cozidos, somente os buquês

Sal a gosto
Queijo parmesão ralado para polvilhar


Modo de Preparo
Cozinhe o macarrão em água fervente com sal. Enquanto o macarrão cozinha, em outra panela,

aqueça o azeite, junte as lâminas de alho e deixe dourar. Acrescente os buquês de brócolis, refogue
e tempere com sal.
Em um recipiente, faça camadas do macarrão cozido, dos brócolis refogado e polvilhe o queijo
ralado. Sirva a seguir.


Tempo de Preparo: 50 minutos

Rendimento: 6 porções de 80g

Informação nutricional por porção

Calorias 138,5 kcal
Fibras 1,9 g
Carboidratos 12,7 g
Proteína 4,1 g
Gorduras Totais 7,3 g
Colesterol 1,05 mg

9 de jul de 2012

Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 19:15 | No comments

Pão de queijo light

Ingredientes
  • 1/2 xícara (chá) de leite desnatado
  • 1 xícara (chá) de ricota amassada
  • 100 g de queijo parmesão ralado
  • 1-1/2 xícara (chá) de polvilho doce
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (chá) de sal
  • 2 ovos

Modo de preparo

Prep: 5 min | Cozimento: 40 min
Serve: 12 pessoas

8 de jul de 2012


Uma análise realizada pela Proteste Associação de Consumidores com 53 alimentos industrializados constatou que a maioria dos produtos avaliados (68%) não contem gordura trans em sua composição. Mas ainda há alimentos com alto teor da substância e, entre eles, a batata Pringles, que no rótulo informa não conter gordura trans.
De acordo com a organização Mundial da Saúde, a ingestão dessa gordura não pode ultrapassar 1% do valor calórico total da dieta diária (cerca de 2 g para um adulto). Ao consumir 100 g de batata Pringles ou de pipoca de micro-ondas Chinezinho, o consumidor terá ultrapassado o limite sugerido. Foi detectado 0,4 g de gordura trans por porção de 30 g na batata Pringles.
Também foi detectado excesso de trans nos biscoitos de polvilho, nos biscoitos de chocolate Adria, na torta de frango congelada e na rosquinha Bom Preço.
A gordura trans pode ser produzida a partir da reutilização prolongada de óleos na fritura de alimentos e no processo de hidrogenação na fabricação de alguns produtos. Na indústria alimentícia é usada para melhorar a aparência, aroma, sabor, cor e textura, além de conservação dos alimentos.
A ingestão de gordura trans está associada à obesidade, à hipertensão e ao diabetes tipo 2, além da elevação dos níveis de colesterol ruim. Ou seja, é fator de risco para doenças cardiovasculares.
Pegadinha
Legalmente o fabricante pode alegar a ausência de gordura trans quando o teor for menor ou igual a 0,2 g na porção. Na avaliação da Proteste, no entanto o ideal é que essa conta seja feita por 100 g do alimento, já que a alegação da ausência de gordura trans feita hoje por porção induz o consumidor ao erro.
Para citar um exemplo, um biscoito feito com gordura vegetal hidrogenada e porção sugerida de 30 g (o que às vezes equivale a 2,5 biscoitos) tem sempre o “zero trans” na tabela. Assim, quem lê apenas essa parte do rótulo (e não a lista de ingredientes) pode comer 5 ou 10 biscoitos sem saber que está ingerindo gordura trans.
Em nota, a marca Adria informou que cumpre rigorosamente a legislação brasileira na escolha dos ingredientes utilizados nas receitas de seus produtos, bem como quantidades, processo de fabricação e rotulagem. "A marca investe constantemente em pesquisa e novas tecnologias para oferecer a seus consumidores a melhor relação entre sabor e saudabilidade".
Posted by KARINE MENDANHA DE ARAÚJO Posted on 20:32 | 1 comment

CELULITE E ALIMENTAÇÃO


Nutrientes e alimentos que ajudam no tratamento da celulite

Eterna inimiga das mulheres, a celulite hoje tem tratamentos. E o melhor, na maioria deles não é preciso esteticistas, agulhas, ou produtos caros; e sim de uma boa alimentação. O sumário de alimentos e nutrientes que combatem a celulite é variado, sendo alguns deles : 





Potássio

Atua na regulação e equilíbrio dos líquidos corporais. As frutas como damasco, uva passa, tâmara entre outras, verduras e legumes crus são fontes deste nutriente.



Ferro
Ajuda no combate à celulite por favorecer a oxigenação do sangue. As principais fontes são: carnes, vísceras, gema de ovo, leguminosas (feijão, lentilha, soja e grão de bico) vegetais verdes escuros, açaí.


Zinco

Participa dos processos de cicatrização e reprodução celular. Suas fontes são as carnes (frango, peixe e carne vermelha), grãos integrais, legumes em geral.


Silício
Auxilia na reorganização da matriz intersticial, tecido adiposo microcirculação (na falta denutrientes, a matriz intersticial se geleifica e as fibras colágenas se espiralizam causando o repuxamento da pele). As principais fontes são: aveia, cevada, salsa, grãos integrais, cavalinha, alfafa, folhas verdes, beterraba, extrato de bambu, algas marinhas, grãos inteiros como o arroz integral, a soja e a aveia.

Omega 3
Melhora a circulação, auxilia no combate às reações inflamatórias e protege os vasos sanguíneos. Fontes: salmão, bacalhau, sardinha, atum e semente de linhaça.


Polifenóides
Protegem os vasos sanguíneos, combatem os radicais livres e auxiliam no combate a celulite. Fontes: semente e suco de uva e ameixa.



Abacaxi
Encontrado em todas as épocas do ano, é diurético, por ser ácido ajuda na digestão, tem alto teor de vitamina C e fibras solúveis. Possui a enzima bromelina que facilita a digestão da gordura e tem ação antiinflamatória. Combate o excesso de peso, celulite e flacidez.




Aveia
É um cereal de alta qualidade nutricional, sendo eficiente na redução dos níveis de colesterol total e do LDL, por ser uma fibra insolúvel (não é digerida pelas enzimas) permanece na luz intestinal formando um gel viscoso que interfere na absorção de carboidratos e colesterol, retardando a absorção de glicose. Além de conter ferro e silício entre outros nutrientes.


Brócolis
Tem alto poder antioxidante que retarda o envelhecimento auxilia nos tratamentos de redução de gordura localizada e celulite.



Castanhas
As castanhas fazem parte do seleto grupos das frutas oleaginosas contém doses elevadas de selênio, que atua no equilíbrio da tireóide que tem ação antioxidante. Contém potássio, cálcio, ferro, zinco, vitamina E, ácido fólico que são benéficos para potencializar os tratamentos da celulites

Chás
Os chás são muito benéficos no tratamento da celulite. Existem os chás desintoxicantes e chás anticelulíticos. No primeiro caso incluem-se o chá de salsa parrilha, de dente de leão, de alecrim e o chá verde, auxiliando na queima de gordura corporal. conseqüentemente amenizando a celulite. Todos eles diuréticos e eliminadores de toxinas.


Clorofila

A clorofila é uma substancia fundamental no processo de fotossíntese das plantas, e responsável pela sua coloração verde. Tem ação desintoxicante e regulariza a função intestinal. Todos os vegetais de cor verde contém a clorofila e o seu suco tem baixo teor calórico.


Azeite
Com uma ação anti-inflamatória melhora a circulação e ajudam a desintoxicar o organismo.



Maçã

Uma excelente fonte de pectina, uma fibra que neutraliza as toxinas presentes no organismo.




  • Karine Mendanha

    Biografia